Perda Óssea

Perda Óssea

A perda óssea consiste na reabsorção do osso que sustenta os dentes, com retração da gengiva e dos tecidos que o rodeiam. Uma das causas mais comuns são complicações da gengivite, que pode resultar no amolecimento e até na perda dos dentes.

Além das doenças periodontais, outros fatores podem estar associados à perda óssea, como traumas, predisposição genética e doenças metabólicas. Por isso, é importante que o dentista identifique as causas e atue precocemente no estabelecimento de um plano terapêutico. O tratamento especializado pode reduzir sua evolução e recuperar a saúde da gengiva.

A perda óssea, além de poder gerar a queda dos dentes, também pode dificultar a adaptação de próteses e implantes dentários, interferindo nas questões estéticas e afetando o emocional do paciente. Embora seja mais comum em indivíduos idosos, devido às características naturais do processo de envelhecimento, pode ocorrer em pessoas de todas as idades.

O sistema dentário necessita de equilíbrio para o desempenho adequado das funções. Por isso, a existência de perda óssea em alguma região é suficiente para acarretar sérias mudanças nas forças da mastigação, por exemplo, comprometendo toda a saúde bucal.