Ortodontia é a especialidade que estuda o crescimento e o desenvolvimento da face, prevenindo e tratando as más oclusões dentárias. O posicionamento irregular dos dentes pode causar impactos na musculatura e em funções como a mastigação e a fala.

Aparelho Autoligável

É considerado o tipo de aparelho fixo mais moderno nos dias de hoje, embora suas origens sejam do início do século 20. Foi pouco a pouco aprimorado e atualmente tem recebido cada vez mais atenção e se popularizando entre os pacientes, sendo apontado como uma das melhores opções disponíveis no mercado em ortodontia.

O aparelho autoligável não utiliza elásticos para prender os braquetes, pois estes apresentam um design adequado para segurar o arco, com pequenas “tampas” que se movimentam e prendem o fio. As peças costumam ser mais discretas pela ausência dos elásticos e por terem tamanho menor em comparação aos aparelhos fixos tradicionais.

* Todos esses fatores, contudo, dependem do caso clínico e das características de cada paciente.

ortodontia - aparelho autoligavel

Vantagens associadas aos aparelhos autoligáveis

  • menor produção de atrito para a movimentação dos dentes e redução no desconforto;

  • mais facilidade na higienização bucal;

  • redução de placas bacterianas em comparação aos aparelhos com ligaduras elásticas convencionais;

  • menor necessidade de extrações dentárias;

  • maior agilidade no tratamento;

  • menor necessidade de idas ao dentista.

ortodontia - aparelho convencional

Aparelhos convencionais

Os aparelhos convencionais são tratamentos consagrados na ortodontia e que tendem a apresentar o menor custo. O aparelho fixo consiste em pequenos suportes de aço (braquetes) que são aderidos aos dentes por meio de uma resina e removidos apenas pelo profissional, ao final do tratamento.

Os braquetes permitem que o dentista aplique uma determinada força, utilizando arcos (fio metálico que perspassa os braquetes) e ligaduras (borrachinhas que fixam o arco nos braquetes). Assim, o conjunto de forças permite que os dentes sejam movidos pouco a pouco para o local adequado, corrigindo problemas funcionais e estéticos, conforme o planejamento terapêutico feito pelo profissional.

É importante lembrar que esse processo precisa respeitar os limites biológicos do paciente, com modificações graduais na posição dos dentes para que não sejam causados danos.

Durante as visitas ao dentista, são indicadas medidas para minimizar os possíveis desconfortos, como a colocação de cera de proteção até que o interior das bochechas e lábios acostume com o contato com os braquetes. Para que o tratamento tenha sucesso, também é necessária a colaboração do paciente, tanto na higienização atenta das áreas ao redor dos braquetes quanto na alimentação, evitando alimentos muito duros ou “pegajosos”, que podem danificar as peças do aparelho. Os dentistas também não recomendam a ingestão de líquidos ácidos, como refrigerantes.

Já o aparelho móvel é encaixado nos dentes e pode ser retirado para limpeza. Costuma ser indicado para pequenas correções dentárias ou como finalizador no tratamento, atuando como um dispositivo que restringe o retorno dos dentes à posição inicial até que a maxila e a mandíbula tenham se estabilizado.

Uma das características do aparelho móvel é a necessidade de grande colaboração do paciente quanto ao período de uso diário. Outro cuidado envolve atenção para evitar a perda da peça, pois como os aparelhos móveis são retirados pelo paciente ao se alimentar, são frequentes os relatos de esquecimentos principalmente fora de casa, quando são embrulhados em guardanapos que depois são jogados no lixo. Assim, uma das estratégias pode ser levar a caixa do aparelho toda vez que sair de casa. Além da perda, o aparelho móvel precisa ser manuseado com cuidado, por ser frágil.

Aparelho Cerâmico

Os aparelhos cerâmicos fazem parte dos chamados “aparelhos estéticos”, que têm a mesma funcionalidade dos tradicionais aparelhos da ortodontia porém evitam o “sorriso metálico”, sendo uma opção principalmente por pacientes adultos. A indicação de uso deve ser discutida com o dentista, que também irá considerar a extensão do tratamento para verificar se há possibilidade de utilização dos aparelhos cerâmicos.

Os braquetes cerâmicos são produzidos com ligas minerais policristalinas, materiais de coloração semelhante a dos dentes que os tornam mais discretos e até imperceptíveis a determinadas distâncias. São considerados mais resistentes em comparação aos metálicos e até a outros aparelhos estéticos, como os braquetes produzidos com policarbonato. Apresentam menor índice de quebras e descolamentos e atualmente existem adaptações mais modernas que reduzem o atrito entre os braquetes e os fios, resultando em maior conforto.

ortodontia - aparelho cerâmico

Outra vantagem dos aparelhos cerâmicos é a resistência a manchas, com manutenção da coloração original dos braquetes durante o tratamento.  No entanto, isso também dependerá dos hábitos do paciente e da ingestão de alimentos que podem interferir na coloração dos braquetes, como chás, cafés, vinho tinto e ketchup, por exemplo.

Marque sua consulta

Envie uma mensagem com seus dados para uma consulta, que entraremos em contato para melhor atender a sua necessidade ou acesse aqui todas as maneiras de nos contatar.